77web
Qual a melhor plataforma para investir em patrocinados? Google ou Facebook?

Qual a melhor plataforma para investir em patrocinados? Google ou Facebook?

Se você já se aventurou pelo mundo das mídias pagas, certamente já teve a dúvida: em qual plataforma terá mais resultado, Google Ads ou Facebook Ads?

As duas são os principais meios de investimentos em patrocinados da internet. Mas há diferenças entre elas, não só na forma do anúncio, mas também no resultado que cada uma oferece.

De acordo com os dados do próprio Google, através do Google Trends, são mais de 3,5 trilhões de pesquisas feitas no site no mundo todo. Um número, no mínimo, assustador. Esse domínio demonstra o poder que a empresa tem para barganhar a maior parte dos patrocinados da internet.

Não muito atrás, mas com uma proposta um pouco diferente, está o Facebook. Reunindo seu irmão mais novo e mais pop, o Instagram, o total de usuários ativos no Brasil é de 135 milhões para o Facebook e de 95 milhões para o Instagram (via Resultados Digitais) Um número tão grande de usuários também dá ao Facebook um grande poder no mundo dos Ads.

Mas vamos ao que interessa. Qual a diferença entre as duas na hora de investir nos patrocinados?

Primeiramente, podemos separar a maneira como as duas são usadas.

No Google, os usuários interagem pela INTENÇÃO. Em outras palavras, quando um usuário vai até o Google, ele já sabe o que quer, e então procura algo relacionado com o seu interesse. Ex.: Algúem que quer comprar um par de tênis novos, pesquisa por lojas que vendem tênis. Por essa razão, muitas empresas preferem trabalhar com o Google Ads, pois entendem que os leads que o site de pesquisa traz são mais qualificados.

No Facebook (e Instagram), os usuários interagem pela ATENÇÃO. Ao contrário do Google, quando um usuário está navegando no Face ou Insta, ele está olhando fotos, posts e informações de outras pessoas que ele segue, e no meio desses conteúdos surge um que é patrocinado. Esse patrocinado não é jogado ao vento, mas sim direcionado (se feito corretamente) para o público-alvo daquele nicho. Como o Facebook sabe isso? Com base no que você segue, curte e comenta nas redes sociais. Ex.: você curte muitas fotos de viagens, lugares, praias e coisas relacionadas com turismo. De repente você está conferindo seus stories e aparece aquela promoção imperdível para o destino que você queria! Mágico, não é? (Ou estão te espiando?)

Com base nessa primeira diferença, que é a mais importante, podemos prosseguir para a forma de captação de leads.

No Google, você precisa ter um site. A única maneira de anunciar no Google é tendo um domínio de destino. Assim o usuário pesquisa o termo, entra no seu site e encontra você. Para que isso funcione de uma maneira adequada, é preciso ter um site responsivo, intuitivo, que atenda as necessidades do seu cliente e que seja objetivo. Sem firulas, conteúdo que não interessa ou coisas do tipo. Um site que converte também precisa ter triggers, que são gatilhos para que o seu cliente deixe os dados dele, ou entre em contato com você. Mas esse artigo é sobre patrocinados, lembra? Sobre site pesquise em nosso blog que você irá saber como ter um site redondinho.

No Facebook, a captação ocorre de uma forma um pouco diferente, já que existem diversas formas de chegar até o seu cliente. Como o Facebook é uma Rede Social, você sempre irá patrocinar uma mídia, seja imagem ou vídeo. Através desse ‘criativo’, você prende a atenção do usuário, e aí pode utilizar diferentes formas para tentar captar o lead.

É possível direcionar ele para o seu site (e aqui, de novo, a importância de um site redondinho), solicitar o preenchimento de um formulário com os dados, requisitar a instalação de um app, vender produtos, enviar uma mensagem automática, etc. Essas são as mais comuns para a captação. Existem outras alternativas, como visualização de vídeos, ganhar curtidas, ganhar seguidores, etc. Mas nenhuma dessas é voltada para a captação.

Dito isso, agora você já sabe qual a diferença das duas e como captar através delas. Mas e agora, em qual investir?

Tudo parte de quanto você pode investir. Se você tem um orçamento muito limitado, de até R$200,00 por mês, invista no Facebook. Com esse valor você será visto, e quem é visto é lembrado. Comece devagar, sem pressa. Tudo é um processo que vai amadurecendo com o tempo. Teste todos os recursos, veja qual dá mais resultados para o seu tipo de negócio e depois comece a aprimorar seus anúncios.

Se você já conta um valor um pouco maior, até R$1000,00, vá para o Google. O Google é uma ótima ferramenta para ser encontrado na internet, mas demanda mais investimentos. Com esse valor já da para começar a marcar presença nos motores de busca. Para otimizar sua campanha, comece com um público específico, assim você tem mais chances de retorno.

Agora se você tá com a grana e quer investir pra valer, invista nos dois. É isso mesmo, você já tem um orçamento legal e quer alavancar seu negócio, então ataque por todos os lados. Aplique a maior parte no Google, mas deixe uma parte no Facebook também. Assim você estará sempre presente no dia-a-dia dos seu público-alvo, e ele com certeza vai lembrar de você.

Vale lembrar que, dependendo do tipo de mercado que você está inserido, os resultados podem ser melhores no Facebook. Mas você só vai saber isso se testar. Depois que engrenar, você nunca mais vai deixar de investir em Ads.

Agora que você já sabe as diferenças, em qual vai investir?

Se precisar de alguma ajuda, fale conosco. Queremos te ajudar a impulsionar o seu negócio!